Slide CULTURA Conferência Cultura 9 DE JUNHO | CONFERÊNCIA

A Cultura é um dos setores mais afetados pela covid-19, mas com a vacinação e a implementação de medidas de apoio o setor tenta reerguer-se. Debater esta recuperação leva o BPI, JN e TSF a lançar a primeira conferência setorial da 2.ª edição do “Retomar Portugal”.

O impacto da pandemia de covid-19 no setor cultural foi considerado devastador e por isso no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) apresentado à Comissão Europeia, o Governo inscreveu de forma autónoma a verba de 244 milhões de euros destinados a esta área assim como a decisão de reverter para a arte 1% do investimento global realizado em obras públicas. Esta é uma das medidas para revitalizar um setor que tenta olhar de novo para o futuro. Refletir sobre os caminhos a seguir no universo cultural é precisamente o objetivo da primeira conferência do Retomar Portugal.

No ano passado, a pandemia de covid-19 conduziu a um recuo de 31% das receitas na área da Cultura na Europa. Um relatório realizado pela consultora Ernest and Young, para o Grupo Europeu de Sociedades de Autores e Compositores, revela que a indústria cultural europeia terá registado uma quebra acumulada de 199 mil milhões de euros sendo que nas artes cénicas e na música a quebra de receitas foi, respetivamente, de 90% e 76% em 2020.

As quebras na atividade decorreram do encerramento generalizado de museus, cinemas, livrarias, salas de espetáculos, exposições e suspensão de concertos. O universo cultural foi sujeito, tal como os restantes setores, a confinamentos forçados deixando milhares de trabalhadores, na sua maioria independentes, no desemprego.

Em Portugal, este setor foi também um dos que mais sofreu com a pandemia. O governo realizou, em abril, um conselho de ministros inteiramente dedicado ao setor de modo a aprovar medidas e apoios extraordinários que pudessem mitigar o impacto da crise sanitária numa área marcada há anos pela precariedade dos seus trabalhadores. A estes programas junta-se o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) apresentado à Comissão Europeia e que contempla a Cultura de forma autónoma.

Com estes instrumentos e com a vacinação em curso, importa refletir sobre os passos que devem ser dados por forma a recuperar a atividade de um setor que agora reabre. Com esse objetivo, o banco BPI em parceria com o JN e a TSF lançam a 2.ª edição do “Retomar Portugal”, um ciclo de conferências setoriais com o objetivo de debater as estratégias que devem ser seguidas de modo a alavancar a economia portuguesa.

PROGRAMA

10h00 | ABERTURA

MODERAÇÃO
Leonor Ferreira
Jornalista TSF

10h05 | INTERVENÇÕES

Graça Fonseca,
Ministra da Cultura

Ana Pinho,
Presidente do Conselho de Administração da Fundação Serralves

Amarílis Felizes,
Presidente da Associação dos Profissionais de Artes Cénicas

Artur Santos Silva,
Fundação “la Caixa” | Banco BPI

MODERAÇÃO
Leonor Ferreira
Jornalista TSF

11h30 | ENCERRAMENTO

Ouça aqui:
Como a cultura vai tentar dar a volta à crise?

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Conferência Cultura

Cultura procura apagar rótulo de dependência de subsídios

A área cultural reveste-se de uma importância crucial para a recuperação da economia portuguesa depois do choque causado pela chegada do novo coronavírus
Ler mais
Cultura devastada pelo tsunami pandémico

Cultura devastada pelo tsunami pandémico

Personalidades do setor falam de “impacto violentíssimo” e queixam-se de falta de apoios
Ler mais

Portugal procura acelerar economia atingida pela covid

Este ano começou, praticamente, com um novo confinamento que só terminou em março passado, tornando ainda mais profundas as feridas causadas pela pandemia a todos os níveis.
Ler mais